14 setembro 2015

30 Filmes sobre a Ditadura Militar no Brasil






1. MANHÃ CINZENTA (1968)
A história se passa numa fictícia ditadura latino-americana, onde um casal que participa de uma passeata é preso, torturado e interrogado por um robô, antecipando o que aconteceria com o próprio diretor do filme. A ditadura tirou o filme de circulação, mas uma cópia sobreviveu para mostrar a coragem do diretor Olney São Paulo, que morreu depois de várias sessões de tortura, em 1978.

Link de um trecho do filme Manhã Cinzenta:

2. PRA FRENTE, BRASIL (1982)
Um homem comum volta para casa, mas é confundido com um comunista “subversivo” e submetido a sessões de tortura para confessar seus supostos crimes. Este é um dos primeiros filmes a tratar abertamente da ditadura militar brasileira, sem recorrer a subterfúgios ou aliterações. 
Link do filme Pra frente, Brasil: 

3. NUNCA FOMOS TÃO FELIZES (1984)
Rodado no último ano do regime militar, a estreia de Murilo Salles na direção mostra o reencontro entre pai e filho, depois de oito anos. Um passou anos na prisão; o outro vivia num colégio interno. Os anos de ausência e confinamento vão ser colocados à prova num apartamento vazio, onde o filho vai tentar descobrir qual a verdadeira identidade de seu pai. 
Link do filme Nunca fomos tão felizes:

4. CABRA MARCADO PARA MORRER (1984)
A história deste filme equivale, de certa forma, à história da própria ditadura militar brasileira. Eduardo Coutinho rodava um documentário sobre a morte de um líder camponês em 1964, quando teve que interromper as filmagens por causa do golpe. Retomou os trabalhos 20 anos depois, pouco antes de cair o regime, mesclando o que já havia registrado com a vida dos personagens duas décadas depois. Obra-prima do documentário mundial.
Link do filme Cabra marcado para morrer:

5. O QUE É ISSO, COMPANHEIRO? (1997)
Embora ficcionalize passagens e personagens, a adaptação de Bruno Barreto para o livro de Fernando Gabeira, que narra o sequestro do embaixador americano no Brasil por grupos de esquerda, tem seus méritos. É uma das primeiras produções de grande porte sobre a época da ditadura, tem um elenco de renome que chamou atenção para o episódio e ganhou destaque internacional, sendo inclusive indicado ao Oscar.

Link do filme O que é isso, Companheiro?

6. AÇÃO ENTRE AMIGOS (1998)
Beto Brant transforma o reencontro de quatro ex-guerrilheiros, 25 anos após o fim do regime militar, numa reflexão sobre a herança que o golpe de 1964 deixou para os brasileiros. Os quatro amigos, torturados durante a ditadura, descobrem que seu carrasco, o homem que matou a namorada de um deles, ainda está vivo –e decidem partir para um acerto de contas. O lendário pagador de promessas Leonardo Villar faz o torturador.
Link do filme Ação entre Amigos:
Em seu melhor longa de ficção, Toni Venturi faz um retrato dos militantes que viviam confinados à espera do dia em que voltariam à luta armada. Leonardo Medeiros vive um guerrilheiro ferido, que se esconde no apartamento de um amigo, e que tem na personagem de Débora Duboc seu único elo com o mundo externo. Isolado, começa a enxergar inimigos por todos os lados. Belas interpretações da dupla de protagonistas.
Link do filme Cabra Cega:

8. O ANO EM QUE MEUS PAIS SAIRAM DE FÉRIAS (2006)
Cao Hamburger, conhecido por seus trabalhos destinados ao público infantil, usa o olhar de uma criança como fio condutor para este delicado drama sobre os efeitos da ditadura dentro das famílias. Estamos no ano do tricampeonato mundial e o protagonista, um menino de doze anos apaixonado por futebol, é deixado pelos pais, militantes de esquerda, na casa do avô. Enquanto espera a volta deles, o garoto começa a perceber o mundo a sua volta.
Link do filme O ano em que meus pais saíram de férias:

9. HOJE (2011)
Os fantasmas da ditadura protagonizam este filme claustrofóbico de Tata Amaral. Denise Fraga interpreta uma mulher que acaba de comprar um apartamento com o dinheiro de uma indenização judicial. Cíclico, o filme revela aos poucos quem é a protagonista, por que ela recebeu o dinheiro e de onde veio a misteriosa figura que se esconde entre os cômodos daquele apartamento. Denise Fraga surpreende num papel dramático.
Link do filme Hoje:


10. TATUAGEM (2013)
A estreia do roteirista Hilton Lacerda na direção é um libelo à liberdade e um manifesto anárquico contra a censura. Protagonizado por um grupo teatral do Recife, o filme contrapõe militares e artistas em plena ditadura militar, mas transforma os últimos nos verdadeiros soldados. Os soldados da mudança. Irandhir Santos, grande, interpreta o líder da trupe. Ele cai de amores pelo recruta vivido pelo estreante Jesuíta Barbosa, que fica encantado pelo modo de vida do grupo.
Link do filme Tatuagem:
https://www.youtube.com/watch?v=x2t2GskhMVU

11. BATISMO DE SANGUE (2007)
O longa é eficiente em contar a história dos frades dominicanos que abriram as portas de seu convento para abrigar o grupo da Aliança Libertadora Nacional (ALN), liderado por Carlos Marighella. Gerando desconfiança, os frades logo passaram a ser alvo da polícia, sofrendo torturas físicas e psicológicas que marcaram a política militar. Bastante cru, o trabalho traz boas atuações do elenco principal e faz um retrato impiedoso do sofrimento gerado pela ditadura.
Link do filme Batismo de Sangue:

12. MARIGHELLA (2012)
Carlos Marighella foi o maior inimigo da ditadura militar no Brasil. Este parlamentar e líder comunista foi preso e torturado, e tornou-se famoso por ter redigido o Manual do Guerrilheiro Urbano.Maior nome da militância de esquerda no Brasil dos anos 60, Carlos Marighella atuou nos principais acontecimentos políticos do Brasil entre os anos 1930 e 1969 e foi considerado o inimigo número 1 da ditadura militar brasileira. 
Link do filme Marighella:

13. LAMARCA (1994)
A história começa em dezembro de 1970, quando o ex-capitão do exército brasileiro e grande atirador Carlos Lamarca e seu grupo político rebelde negociam com a Ditadura Militar a soltura de presos políticos em troca da vida do sequestrado embaixador da Suíça, mantido por eles em cativeiro. Trinta presos são soltos e a repressão aumenta a perseguição aos guerrilheiros, comandada por um general do Exército e o delegado civil Flores (referência ao delegado da vida real Fleury), que se apresenta como o matador de Marighella e outros "subversivos" e não hesita em torturar seus prisioneiros para obter informações.
Link do filme Lamarca:


14. ZUZU ANGEL (2006)
Zuzu Angel (Patrícia Pillar), uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. Paralelamente seu filho, Stuart (Daniel de Oliveira), ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares. Numa noite Zuzu recebe uma ligação, dizendo que "Paulo caiu", ou seja, Stuart tinha sido preso pelos militares. As forças armadas negam e Zuzu visita uma prisão militar e nada acha, mas viu que as celas estavam tão bem arrumadas que aquilo só podia ser um teatro de mau gosto, orquestrado pela ditadura. Pouco tempo depois ela recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo, mas os militares continuam fazendo seu patético teatro e até "inocentam" Stuart por falta de provas, apesar de já o terem executado. 
Link do filme Zuzu Angel:
https://www.youtube.com/watch?v=duCoCVG2tt8



15. O DESAFIO (1965)
Por tratar do romance entre a mulher de um rico industrial, Ada e Marcelo (Vianinha), um estudante de esquerda, o filme foi entendido como apologia do amor entre as classes. Passou pela censura do regime militar. Pode-se dizer que o diretor quis investigar as razões do Golpe Militar de 1964 (a traição da burguesia industrial, que não se mostrou progressista) e seu impacto psicológico sobre os intelectuais.
Link do filme O Desafio:

16. O BOM BURGUÊS (1979)
José Wilker é um bancário que desvia dinheiro do banco em que trabalha para financiar organizações de esquerda da época da ditadura política. Mas a certa altura, um dos grupos financiados pelo personagem é preso e forçado a identificar o homem que fornece dinheiro a guerrilha. Esse clássico do cinema nacional dirigido por Oswaldo Caldeira, é baseado num episódio real envolvendo um funcionário do Banco do Brasil acusado de desviar milhões.
Link do filme O Bom Burguês:


17. ELES NÃO USAM BLACK TIE (1981)
Baseado na peça teatral de Gianfrancesco Guarnieri
Ano de 1980, um dos últimos da ditadura militar no Brasil. Em São Paulo, a greve dos operários se prepara, dividindo os sindicalistas mais lúcidos e calculistas e os mais ansiosos e impulsivos. Ao mesmo tempo em que a luta se desenvolve, Tião -- filho de Otávio, sindicalista veterano marcado pela polícia -- e sua namorada, Maria, tomam a decisão de se casar. Temendo que lhe aconteça o mesmo que ao pai, Tião nem pensa em ficar do lado dos grevistas, hesitando mesmo em ficar do lado da empresa.
Link do filme Eles não usam Black Tie:

18. CORPO EM DELITO (1990)

Durante a Ditadura Militar, Dr. Athos Moreira Brasil (Lima Duarte) era um médico legista, frio e solitário, que prestava serviços aos órgãos de repressão política, forjando laudos de morte natural para as vítimas das torturas do regime. No presente, casado e aposentado, ele convive com a memória de sua atuação e da perda da filha Sílvia, militante de esquerda assassinada pela repressão.
Link do filme Corpo em Delito:


19. BARRA 65 - SEM PERDER A TERNURA (2001)
Documentário sobre a luta de Darcy Ribeiro nos anos 60 para criar e implantar a Universidade de Brasília e as repetidas agressões sofridas pela UNB após já estar concluída, desde o golpe militar até os acontecimentos de 1968, quando foram detidos numa quadra de esportes cerca de 500 estudantes.
Link do filme Barra 68 - Sem perder a ternura:
https://www.youtube.com/watch?v=lKz8AGSdwpY



20. ARAGUAIA, CONSPIRAÇÂO DO SILÊNCIO (2004)
Baseado em relatos e histórias reais, narra a presença de comunistas no Araguaia, de 1966 até 1974, levou educação e saúde de graça, a população miserável que habitava a região do Bico do Papagaio, por esse motivo, conviveram em harmônia em meio ao povo do Araguaia. A Ditadura Militar descobre o movimento guerrilheiro em 1972, e durante três campanhas militares brutalmente assassina a maior parte dos membros da guerrilha e massacra e tortura a população local, marcando definitivamente o Estado do Pará como uma terra sem lei e o Brasil reconhecido internacionalmente como um violador dos direitos humanos.
Link do filme Araguaia, Conspiração do Silêncio:

21. MEMÓRIAS CLANDESTINAS (2004)
Documentário sobre a atuação de Alexina Crespo, e sua família, nas Ligas Camponesas, luta armada e exílio. Em paralelo, revela aspectos relevantes da história recente do Brasil, do golpe militar de 1964.
Link do filme Memórias Clandestinas:
https://www.youtube.com/watch?v=j0wW2DCnN9o


22. PEÕES (2004)
Documentário sobre a história pessoal de trabalhadores da indústria metalúrgica do ABC paulista que tomaram parte no movimento grevista de 1979 e 1980, mas permaneceram em relativo anonimato. Eles falam de suas origens, de sua participação no movimento e dos caminhos que suas vidas trilharam desde então. Exibem souvenirs das greves, recordam os sofrimentos e recompensas do trabalho nas fábricas, comentam o efeito da militância política no âmbito familiar, dão sua visão pessoal de Lula e dos rumos do país.
Link do filme Peões:

23. TEMPO DE RESISTÊNCIA (2005)
Documentário que tem como premissa a luta guerrilheira contra a Ditadura Militar nos anos 60 e início dos 70, a partir do ponto de vista de seus integrantes na época. Essa postura permitirá aos espectadores atuais uma avaliação real do que foi a resistência armada no Brasil, em seu período mais crítico, com todos seus erros e acertos.
Link do filme Tempo de resistência:

24. VLADO: 30 ANOS DEPOIS (2005)
Documentário - No dia 25 de Outubro de 1975, o jornalista Vladmir Herzog presentou-se ao DOI-CODI (órgão da repressão política do regime militar) para prestar um depoimento. No fim da tarde do mesmo dia, a família e amigos de Vlado recebem a terrível notícia: Vlado estava morto e, segundo fonte oficial, teria cometido suicídio na prisão. 
Vladimir Herzog foi um daqueles que se preocupavam muito com a liberdade da sociedade, diferentemente de muitos jornalistas renomados da sua época. Talvez por isso o seu destino foi semelhante à imprensa que lutava contra a Ditadura: a Morte. Mas sua morte semeou a rebeldia em certos setores da sociedade.

Link do filme Vlado: 30 anos depois:
25. CAPARAÓ (2007)
Documentário dirigido por Flávio Frederico que aborda uma instância da resistência a ditadura militar no Brasil que não ganhou muita atenção em termos de memória, que são as tentativas de guerrilha rural. O caso específico da guerrilha que remete a vários tipos de discussões de construção de memória.

Link do filme Caparaó:

26. CIDADÃO BOILESEN (2009)

O documentário conta a história do empresário Boilesen era um cidadão marcado pelas ambiguidades e paradoxos típicos dos seres humanos. O filme debate fartamente o hábito do empresário de assistir as sessões de tortura, confirmado por testemunhos de militares e militantes da época.
Link do filme Cidadão Boilesen:
https://www.youtube.com/watch?v=yGxIA90xXeY


27. O DIA QUE DUROU 21 ANOS
O Dia que Durou 21 Anos é um documentário brasileiro, dirigido por Camilo Galli Tavares, sobre a participação do governo dos Estados Unidos na preparação, desde 1962, do golpe de estado de 1964, no Brasil.
Link do filme O dia que durou 21 anos:


28. GOLPE MILITAR DE 1964 (não localizei a data)
Excelente documentário que mostra muito bem o que aconteceu no golpe militar do Brasil de 64 e como o governo dos EUA participaram ativamente.
Link do filme:

29. MILITARES DA DEMOCRACIA: OS MILITARES QUE DISSERAM NÃO (2014)
Eles lutaram pela Constituição, pela legalidade e contra o golpe de 1964, mas a sociedade brasileira pouco ou nada sabe a respeito dos oficiais que, até hoje, ainda buscam justiça e reconhecimento na história do país. Militares da Democracia resgata, através de depoimentos e registros de arquivos, as memórias repudiadas, sufocadas e despercebidas dos militares perseguidos, cassados, torturados e mortos, por defenderem a ordem constitucional e uma sociedade livre e democrática.

Link do filme Militares da Democracia:

30. O RELATO DE UMA TORTURA 1971

O "Relato de uma tortura" é um documentário, rodado no Chile, que mostra o Grupo dos 70, que são os exilados brasileiros que sobreviveram a tortura cometida pela Estado durante a ditadura militar no Brasil, instituída em 1964. O vídeo apresenta os ex-presos narrando e demonstrando detalhes da época de horror e tortura que vivenciaram nos porões do DOPS. Os prisioneiros foram libertados na troca do embaixador suíço Giovanni Enrico Bucher, que foi seqüestrado por guerrilheiros brasileiros, em 1970. O vídeo traz relatos de situações inusitadas como uma cena em que algumas pessoas foram imobilizadas nuas com um jacaré andando por seus corpos. Já quem tinha esposa ou filhos pequenos, eram torturados na presença dos familiares para que delatasse os seus companheiros.
Em 1979, todos os criminosos foram anistiados. O filme tem fama de ser impactante e forte, pois resgata as histórias e memórias de um período de sombras do País.
Link do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=CCmA80YgwDY


4 comentários:

  1. Olá! Há um documentário chamado "Em Busca de Iara", contando a história de Iara Iavelberg e sua participação na luta contra a Ditadura. Vale a pena! Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de ver este documentario sobre Iara. Muito bom. Obrigado pela dica.

      Excluir
  2. Putz grila! Ótima lista. Além de tudo ainda traz os links.
    Estou procurando informações sobre o Documentário 70, mas não encontro em lugar nenhum.

    ResponderExcluir
  3. Sobre o doc Setenta: http://www.redebrasilatual.com.br/entretenimento/2013/10/documentario-reencontra-militantes-trocados-pelo-embaixador-suico-durante-ditadura-7755.html

    ResponderExcluir