17 setembro 2015

Resuminho sobre Império Bizantino

Hagia Sophia (Santa Sabedoria) Igreja Ortodoxa, transformada em Mesquita, atualmente é um Museu.
Infoescola.com

Um dos impérios mais importantes da história, o Império Bizantino, surgiu no século IV quando o Império Romano dava sinais da queda de seu poder, principalmente por conta das invasões “bárbaras” – germânicas – nas suas fronteiras. Diante de tantos problemas, o Imperador Constantino transferiu a capital do seu império para a cidade de Bizâncio, a qual mais tarde passou a ser chamada de Constantinopla. Apesar de essa mudança significar a queda do poder no Ocidente, a localização do novo lugar facilitava bastante o comércio da região, já que ficava entre o Mar Negro e o Mar Mármara, o que favoreceu muito a restauração da cidade e chegou a transformá-la em uma “Nova Roma”.

Bizâncio era uma cidade grega com várias qualidades especiais que levaram o imperador Constantino a empreender uma reforma para criar uma “Nova Roma” – segunda capital do Império Romano e depois capital Bizantina. Entre as qualidades de Bizâncio estão: 

  • Localização geográfica privilegiada, pois estava no entroncamento das principais rotas comerciais da época. 
  • Condições geográficas favoráveis para garantir a segurança militar da cidade: uma península naturalmente protegida pelo Mar Negro, Mar de Mármara e o Estreito de Bósforo. 
  • Intenso movimento comercial e oferta de mercadorias para seu abastecimento e especiarias provenientes do Oriente que favoreceriam seu enriquecimento.
Muralhas de Constantino
Infoescola.com

A administração do Império Bizantino assumiu características distintas do modelo adotado no Império Romano (do Ocidente):

  • Poder espiritual e temporal conjugados e concentrados de maneira absoluta nas mãos dos imperadores – Cesaropapismo.
  • Subordinação do patriarca de Constantinopla diretamente aos imperadores, o que anulava a autoridade do papa naquele império. 
  • Dinamicidade para controlar as atividades rurais e manufatureiras que eram complementadas pelo intenso comércio.

Sociedade bizantina

A sociedade bizantina era totalmente hierarquizada. No topo da sociedade encontrava-se o imperador e sua família. Logo abaixo vinha a nobreza formada pelos assessores do rei. Abaixo destes estava o alto clero. A elite era composta por ricos fazendeiros, comerciantes e donos de oficinas artesanais. Uma camada média da sociedade era formada por pequenos agricultores, trabalhadores das oficinas de artesanato e pelo baixo claro. Grande parte da população era formada por pobres camponeses que trabalhavam muito, ganhavam pouco e pagavam altas taxas de impostos.

Cisma do Oriente
O chamado “Cisma do Oriente” ocorreu em 1054, quando o Patriarca de Constantinopla proclamou a autonomia total da Igreja Oriental em relação à Igreja Católica Ocidental.

Lembro a todos que consultarem essa postagem, a ideia é fazer um rápido resumo direcionado aos meus alunos. Algumas pessoas postam comentários ofensivos, dizendo que o artigo não ajudou em nada, mas não é minha intenção esgotar o assunto. Para saber mais, pesquise mais!!!

3 comentários:

  1. Prof seu blog me ajuda muito !! Obg

    ResponderExcluir
  2. D+ PROVA DE HISTORIA AMANHA AIAIAIAAIAIAIAI SERÁ

    ResponderExcluir